Olá,  seja bem-vindo!  |  Entrar  |  Criar conta  |  Precisa de ajuda?

Publicado para Jerry Araújo em quarta-feira, 29 de outubro de 2008 | 29.10.08

Transporte coletivo com blitz nos terminais e garagens
de: Jerry Araújo. E-Mail: jerrymao_nxsp@limao.com.br
O MANAUS EM NOTÍCIA andou nas principais linhas de ônibus em todas as zonas da cidade e vimos que o tempo de espera, o número de veículos circulando estavam na normalidade. Isso contribuiu para a redução na lotação dos coletivos, na redução das reclamações dos usuários e eliminou (ou quase...) o pensamento da população em relação em menos ônibus coletivos circulando.

Andamos nas linhas 223 (Nova Esperança/Centro), 500 (Passarinho/Novo Israel/T1/Centro), 640 (T4/Cidade Nova/T1/Centro), 352 (T3/T4/Campus Universitário), 088 (Grande Vitória/Cidade do Leste/T5), 671 (T5/V8/T2/Cachoerinha), 702 (Educandos/T2/Centro) e 221 (Nova Esperança/São Jorge/T1/Centro).

Nem tudo que reluz, é ouro

Já nas linhas alternativas (as lotações da Zona Leste) estavam circulando lotadas, e em algumas dessas lotações, recebemos denúncias de que estariam cobrando R$ 1 pela passagem, que no dia 26, a prática era ilegal.

''Tem alguns passageiros que estavam na ''lotação'' e estavam dizendo que os cobradores estariam cobrando pela passagem'', informou uma passageira que estava no terminal 5 (T5) que não quis se identificar.

Já com uma vendedora de lanches do T5, arfimou: ''Hoje, este terminal está bem calmo, em relação ao dia 05, porque o Exército está ''botando'' pressão nas empresas de ônibus, mas no dia 05, este terminal estava uma ''baderna geral'', principalmente na linha 678 (T4/T5/V8/Ponta Negra) que tinha muita gente se ''expremendo'', muitos ''moleques'' fazendo ''barderna'', e galerosos aproveitando que os ônibus estavam lotados e ficavam assaltando. Hoje (26) já não teve isto, porque eles ''militares do exército'' estão dentro dos ônibus''.

Teve fiscalização

Mas durante a parte da manhã, o Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), Polícia Federal (PF) e Polícia Militar (PM) fizeram uma fiscalização relâmpago, onde dois motoristas e diretores da Viação São José (Filial 06 da TRANSMANAUS) foram presos, acusados de não cumprirem o decreto municipal que garante que os 1.265 ônibus circulem sem demoras. ''O decreto vai ser cumprido e ninguém vai atrapalhar o direito do voto'', afirmou o Presidente do TRE-AM, Ari Moutinho. Depois da confusão, os ônibus coletivos da São José circulavam sem lotação pelo resto da tarde do dia 26.

Às 17h, as linhas 216 (Lírio do Vale/São Jorge/T1/Centro) e todas as linhas que vão em direção á Praia da Ponta Negra (010, 011, 012, 120, 126, 450, 542, 678) estavam completamente lotados.

Permitida reprodução deste citada a fonte.

Publicidade