Olá,  seja bem-vindo!  |  Entrar  |  Criar conta  |  Precisa de ajuda?

Manobra derruba projeto que garante 120 meias-passagens

Publicado para Jerry Araújo em quarta-feira, 27 de maio de 2009 | 27.5.09

Fonte: Divulgação/Vereador
O vereador José Ricardo Wendling (PT) afirma que é lamentável a postura da maioria dos vereadores da Câmara Municipal de Manaus (CMM), quando derrubou o início da tramitação do Projeto de Emenda à Lei Orgânica do Município (Lomam), que previa o retorno definitivo do direito à meia-passagem a todos os estudantes. O Projeto de nº 006/2009, que entrou de surpresa como extra-pauta, nem chegou a ser discutido no plenário da CMM, na manhã desta terça-feira (26/5). Somente os vereadores José Ricardo, Mário Frota (PDT), Marcelo Ramos (PCdoB) e Hissa Abraão (PPS), Elias Emanuel (PSB) e Reizo Castelo Branco (PTB) defenderam a continuidade da tramitação do Projeto.

Para José Ricardo, as 120 meias-passagens já eram previstas pela Lomam e nunca desequilibraram o sistema de transporte coletivo da cidade de Manaus. “Sempre estivemos em defesa dos estudantes. Não vamos desistir dessa luta. Por isso, buscaremos os meios jurídicos para recorrer na Justiça à manutenção do direito adquirido dos estudantes”.

O Projeto do vereador José Ricardo tinha 17 assinaturas, são elas: Ademar Bandeira (PT), Arlindo Júnior (PMDB), Cida Gurgel (PRP), Eduardo Castelo (PSB), Elias Emanuel (PSB), Eloi Abreu (PTN), Gilmar Nascimento (PSB), Glória Carrate (PMN), Hissa Abraão (PPS), Jaildo dos Rodoviários (PRP), José Ricardo (PT), Marcel Alexandre (PMDB), Marcelo Ramos (PCdoB), Mário Frota (PDT), Socorro Sampaio (PP), Vilma Queiroz (PTC) e Wilker Barreto (PHS).

De acordo com o vereador, já havia uma pressão para que vereadores retirassem as assinaturas do Projeto. “É lamentável essa pressão para que parlamentares estejam contra os estudantes da cidade”, declara ele, lembrando que a comissão instituída pela Prefeitura para discutir a meia-passagem, na qual a CMM está de fora da discussão, ainda não se reuniu para debater o assunto. “É preciso que toda a sociedade saiba que a Prefeitura irá regulamentar a lei que retira o direito à meia-passagem da maioria dos estudantes. O executivo municipal está indo na contramão daquilo que os estudantes e a sociedade manauense esperam do poder público”.

Permitida reprodução deste citada a fonte.

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

?Leia abaixo antes de comentar

* Todos os comentários são moderados;
* Comentários em 'anônimo' serão rejeitados;
* Comente somente o que for referente ao tema publicado;
* Ofensas pessoais ou spam serão rejeitados;
* Obrigado por sua visita no Manaus em Notícia e volte sempre!