Olá,  seja bem-vindo!  |  Entrar  |  Criar conta  |  Precisa de ajuda?

Local>> Prefeirura promete realizar um 'Choque de Ordem' na cidade

Publicado para Redação em domingo, 14 de fevereiro de 2010 | 14.2.10

Dentro de 90 dias, Manaus deve receber um verdadeiro 'Choque de Ordem'. Assim será denominada a ação de reordenamento da capital amazonense comandada pela Prefeitura, por meio do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (INPLURB). Nesse “choque”, a cidade será dividida em quatro pólos que, individualmente, serão avaliados e orientados sobre o melhor e mais correto caminho para corrigir diversos tipos de irregularidades. Para que essa ação impactante entre na fase de execução nos próximos meses, um grupo de trabalho constituído por cinco diretores do instituto já foi nomeado para coordenar a ação. Seis secretarias trabalharão em parceria com o Implurb: de Infraestrutura (SEMINF), de Limpeza Pública (SEMULSP), de Meio Ambiente e Sustentabilidade (SEMMAS), Finanças (SEMEF), Defesa Civil, e Vigilância Sanitária (DVISA).

+Siga o MN no Twitter!

“A ação tem o intuito inicial de orientar. Depois de termos a cidade ‘dividida’ e após a avaliação de cada uma dessas partes ter sido feita, iniciaremos um trabalho de correção na cidade partindo do setor menos problemático até o que mais apresenta questões a serem corrigidas. A ideia é transformar esse primeiro e menos difícil polo num módulo a ser seguido por todas as outras zonas avaliadas”, explicou o diretor-presidente do INPLURB, Manoel Henrique Ribeiro.

Segundo Ribeiro, a avaliação do primeiro polo deve ter tempo mínimo de execução de uma semana. Nesse tempo, problemas dessa área serão levantados e os moradores, orientados por fiscais disponibilizados pelas secretarias envolvidas para que busquem a ordenação dentro das atribuições de cada esfera municipal. “O passo seguinte será partir para o próximo polo. Lá será feito o mesmo levantamento e assim por diante. Até encerrarmos o último. Creio que começaremos pela zona Norte e fecharemos a ação no centro da cidade, momento em que a mobilização deve estar em torno da construção do shopping popular”, esclareceu.

Concluídos os levantamentos — prazo estimado de três meses — o retorno ao polo menos problemático será o segundo passo da ação. Dessa vez, ao invés de orientarem os moradores, as equipes terão a missão de verificar/cobrar a tomada de decisões sobre as irregularidades antes detectadas. “Essas irregularidades serão corrigidas dentro dos diversos programas da Prefeitura, como o Habite-se, ou o Manaus Legal, que se refere à regularização do Alvará e outros” esclareceu o diretor-presidente.

>É importante não confundir

Apesar da mesma denominação adotada, o Choque de Ordem em Manaus nada tem a ver com o adotado pelo prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes. Enquanto no Rio a ação se refere a retirada de comerciantes ilegais e moradores de ruas de logradouros públicos, o da capital amazonense visa orientar e auxiliar a população de Manaus a viver dentro da regularidade e do que é melhor para a cidade. “Manaus precisa ser organizada, principalmente quando atentamos para a questão da Copa do Mundo, da qual a cidade será sede. Precisamos apresentar ao mundo uma Manaus mais organizada”, esclareceu o diretor-presidente do IMPLURB, Manoel Ribeiro.

Os comerciantes que atuam irregularmente ou de forma ambulante na cidade serão inseridos no projeto dos Shoppings Populares, previstos para até o meio deste ano. Ou seja, para serem retirados do centro da cidade, eles terão um local apropriado para comércio destinado e elaborado para eles.

Fonte: Divulgação/SEMCOM
Foto: Reprodução/Jornalismo Eclético


Permitida reprodução deste citada a fonte.

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

?Leia abaixo antes de comentar

* Todos os comentários são moderados;
* Comentários em 'anônimo' serão rejeitados;
* Comente somente o que for referente ao tema publicado;
* Ofensas pessoais ou spam serão rejeitados;
* Obrigado por sua visita no Manaus em Notícia e volte sempre!