Olá,  seja bem-vindo!  |  Entrar  |  Criar conta  |  Precisa de ajuda?

Nacional>> Helicóptero da Rede Record tem pane mecânica e cai em região de São Paulo

Publicado para Redação em quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010 | 10.2.10



A aeronave modelo Esquilo, percentente à Rede Record, teve pane mecânica no motor de cauda. No momento da queda do helicóptero, ela estava cobrindo um assalto por volta das 5h20 (hora Manaus), na região de Pinheiros, em São Paulo. Junto com a aeronave da emissora, o 'Globocop', da Rede Globo estava na proximidade, também cobrindo a mesma situação.

Os ocupantes do 'Globocop' viram o momento que o 'Águia Dourada' (da Rede Record) perdeu sustentação e começou a girar em 360 graus várias vezes.

Antes, o piloto dos helicóptero da Rede Record, Rafael Delgado, 45, pediu ajuda ao piloto do 'Globocop', Dato de Oliveira, avisando que estava com pane mecânica no motor de cauda, e que iria para uma área aberta, onde iria tentar um pouso mais suave possível.

+Siga o MN no Twitter!

O 'Águia Dourada' começa a girar, e solta fumaça na proa. Em seguida, cai em um gramado do Joquéi Clube de São Paulo e a hélice bate no chão, fazendo com que a cabine da aeronave se desentregue.

Dentro do 'Globocop', várias pessoas a bordo estavam observando a queda. A repórter da Rede Globo, Giuliana Girard, se inpresiona ao ver o acidente. "Gente, vai cair, vai cair, vai cair gente... Caiu gente!" Em seguida, ela fala: "Meu Deus!".

O piloto do Globocop decide pousar e ajudar os ocupantes do 'Águia Dourada'. O cinegrafista Alexandre Silva de Souza, o Alexandre 'Borracha', começa a acenar para pedir socorro.

Alexandre 'Borracha' teve ferimentos graves na região do crânio e está sendo transferido ao hospital Albert Einstein, na zona. Ele tem dificuldades na respiração, recebendo ajuda de aparelhos médicos. Alexandre trabalha na emissora há nove anos.

O piloto Rafael Delgado não resistiu ao choque da aeronave com o solo e acabou falecendo na hora. Foi-se possível ver que ele teve um grande ferimento nos ouvidos.

Delgado teve uma grande perícia ao tentar controlar a situação. Ele evitou ao máximo que a aeronave pudesse cair em alguma casa ou edifício próximo.



O Serviço de Proteção de Acidentes Aéreos (SERIPA 4), começou a fazer a péricia logo após o acidente. As imagens produzidas tanto pela aeronave da Rede Record, quanto a da Rede Globo, poderão ser decisivos para esclarecer as causas do acidente.

Mais tarde, a Rede Record divulgou uma nota, informando que que lamenta o acidente e que está prestando toda assistência médica-psicológica às famílias das vítimas. A emissora disse ainda que está colaborando com as autoridades da Aeronáutica para a investigação das causas da queda da aeronave.

A aeronave da Rede Record, fabricada pela Helibras, iniciou suas operações em pouco tempo. Com equipamentos altamente modernos, o helicóptero transmitia imagens em alta definição, sendo possível focar imagens que outros sistemas não alcançam.

O valor do helicóptero estava em cerca de R$ 2 milhões, e a Helibras (fabricante da aeronave) já declarou que vai dar suporte para ajudar nas investigações do ocorrido.

Publicado por @jerryaraujo, com info de agências
Vídeos: Portal G1 e Portal R7


Permitida reprodução deste citada a fonte.

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

?Leia abaixo antes de comentar

* Todos os comentários são moderados;
* Comentários em 'anônimo' serão rejeitados;
* Comente somente o que for referente ao tema publicado;
* Ofensas pessoais ou spam serão rejeitados;
* Obrigado por sua visita no Manaus em Notícia e volte sempre!