Olá,  seja bem-vindo!  |  Entrar  |  Criar conta  |  Precisa de ajuda?

Fé: Procissão do Círio de Nazaré reúne milhares de fiéis em Manaus

Publicado para Jerry Araújo em domingo, 12 de outubro de 2008 | 12.10.08

Fonte e foto: Portal Amazônia
Fé e devoção marcaram as comemorações a Nossa Senhora de Nazaré neste sábado (12), na Igreja de Nossa Senhora de Fátima, no bairro Praça 14 de Janeiro, zona Sul de Manaus, às 6h30 houve missa, celebrada pelos padres Cláudio Roosini e Jair Giuliani. Depois milhares de fiéis, acompanharam o Círio que saiu da Igreja de Nossa Senhora de Fátima até a Igreja de Nossa Senhora de Nazaré, Adrianópolis.

Este ano o lema apresentado no Círio é “Maria, mãe da vida”.

Padre Cláudio Rossini, da Paróquia de Nossa Senhora de Fátima, diz que é muito emocionante o Círio. “Sempre é um momento emocionante, de muita alegria, vê a devoção do povo. É um momento de reavivar a fé, junto com o povo louvar e celebrar a Deus e por ter vindo a esse mundo e escolher Maria, para ser sua mãe e nossa também”.

O Círio saiu da Rua Tarumã, percorrendo a Rua Duque de Caxias, Avenida Boulevard Álvaro Maia, e retorna para a Rua Mário Ypiranga Monteiro, na Igreja de Nossa Senhora de Nazaré.

Devoção

Milhares de devotos acompanharam o Círio, muitos pagando promessas, outros puxando os 400 metros de corda ou só para homenagear a Santa.

A gaúcha Lídia Zancanaro, 70 está a quatro anos em Manaus e diz ser muito devota de Nossa Senhora. “Eu sempre que posso participo da procissão de Nossa Senhora, seja qual for o título, pois a Santa é uma só. Eu nunca deixei de participar das festividades de Nossa Senhora”.

A senhora Fany Lisitch, 84, pertence ao Apostolado da Oração, em Nossa Senhora de Nazaré há muitos anos. “Já fiz promessa a Nossa Senhora, tenho osteoporose e estou aqui. Peço pela minha saúde, de minha família e pela paz no mundo”.

A chegada da imagem de Nossa Senhora de Nazaré foi recebida com muita alegria, por milhares de fiéis que a acompanharam em procissão e muitos já a aguardavam na própria Igreja. Em seguida outra missa foi realizada pelos Padres Ronaldo Mendonça e Alfredo.

Corda

A partir do Círio de 1995, a berlinda passou a ser atrelada à corda no Boulevard Castilho França com a Avenida Portugal, em frente ao Mercado do Ver-o-Peso. Desta forma, a berlinda passou a sair da Catedral de Belém protegida por um cordão humano, formado por um pelotão de 60 homens da Polícia Militar, Marinha, Exército, Aeronáutica e Guarda Municipal, além dos 120 homens da Guarda da Santa.

Origem

A origem do Círio vem de Portugal em 1119, no século 12. A imagem foi esculpida por São José, em 361, na cidade de Nazaré. E designa uma romaria que vai, ou de uma aldeia do concelho de Mafra, ou de outras origens, ao Santuário de Nossa Senhora da Nazaré. O Termo "Círio" tem origem na palavra latina "Cereus", que significa vela grande.

No Brasil, no início era uma romaria vespertina, e até mesmo noturna, daí o uso de velas. No ano de 1854, para evitar a repetição da chuva torrencial como a que havia caído no ano anterior, à procissão passou a ser realizada de manhã.

O Círio foi instituído em 1793 em Belém do Pará, e até 1882, saía do Palácio do Governo. Em 1882, o bispo Dom Macedo Costa, em acordo com o Presidente da Província, Dr. Justino Carneiro, instituiu que a partida do Círio seria da Catedral da Sé, em Belém.

Programação

Hoje, às 12h, será realizada a missa dos jovens e famílias. À noite, às 18h e 19h30, mais duas missas serão celebradas na Igreja de Nossa Senhora de Nazaré.

Aos sábados, nos dias 18 e 25, serão realizadas missas às 19h, coordenadas por grupos comunitários. No dia 19 acontecerão à missa dos enfermos e anciãos, às 18h. Às 11h, está marcada a missa dos jovens e das famílias, e pela noite, às 18h e 19h30 acontecem mais duas missas.

A programação do Círio encerrará no dia 26, com procissão às 17h30 pelas ruas do bairro Adrianópolis, seguida de uma missa no retorno à paróquia. Às 20h será realizado um arraial com 12 barracas de comidas típicas, além de pescaria, música e bingo.

Permitida reprodução deste citada a fonte.

Publicidade