Olá,  seja bem-vindo!  |  Entrar  |  Criar conta  |  Precisa de ajuda?

Econômico>> Representantes do Equador vem a Manaus para discutir corredor multimodal

Publicado para Redação em sábado, 17 de abril de 2010 | 17.4.10

Representantes do governo do Equador, empresários e outras autoridades daquele país voltaram a se reunir, nesta sexta-feira (16.04), com autoridades brasileiras para discutir o projeto do Corredor Multimodal Bioceânico Manta-Manaus, que prevê a ligação dessa estratégica cidade equatoriana à capital amazonense. O encontro ocorreu na sede da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (FIEAM) e contou com a participação de representantes do Centro da Indústria do Estado do Amazonas (CIEAM), Secretaria de Estado de Planejamento e Desenvolvimento Econômico (Seplan) e Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa).

+Siga a gente no Twitter!

Depois de apresentar a versão atualizada do projeto, em que o governo equatoriano aparece com investimento de US$ 1,2 bilhão em infraestrutura e logística – incluindo a construção do porto e do aeroporto de Manta, além da dragagem de rios – Jorge Acosta, subsecretário de Comércio do Ministério de Relações Exteriores Comércio e Integração do Equador, garantiu que seu país está interessado em estabelecer conexão na tripla fronteira com Brasil e Peru. Ele disse que o seu governo até já instalou representação comercial em São Paulo para facilitar eventuais negociações com o governo brasileiro.

O representante da Seplan, Isaac Alves Jr., disse que o Equador demonstra, com a visita, que está interessado em concretizar a parceria com o governo do Amazonas, tanto no valor do investimento anunciado e nos projetos definidos quanto na aliança estratégica firmada com Singapura, o que sinaliza um avanço no estabelecimento da rota Ásia-Manta.

De acordo com o gerente executivo do Centro Internacional de Negócios (CIN), da FIEAM, Marcelo Lima, o Polo Industrial de Manaus tem uma boa relação comercial com o Equador. Em 2008, segundo ele, as exportações do Polo para o país somaram US$ 65 milhões, enquanto em 2009, apesar da crise econômica mundial, o montante chegou a US$ 25 milhões. Os produtos mais vendidos para os equatorianos foram aparelhos celulares e motocicletas.

Da sede da FIEAM, a comitiva seguiu para visita às fábricas da Nokia, Brastemp e Dafra, dado o interesse dos equatorianos em verificar a logística utilizada pelas empresas do PIM, especialmente as que mais exportam para o país.

Fizeram parte do encontro o vice-presidente da FIEAM, Nelson Azevedo, o diretor executivo do CIEAM, Ronaldo Mota, a analista técnica da Suframa, Sandra Almeida, e a gerente de Promoção Comercial e Atração de Investimentos, da Seplan, Juliane Melo.

Fonte e foto: Ass. de Comunicação Sistema FIEAM

Permitida reprodução deste citada a fonte.

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

?Leia abaixo antes de comentar

* Todos os comentários são moderados;
* Comentários em 'anônimo' serão rejeitados;
* Comente somente o que for referente ao tema publicado;
* Ofensas pessoais ou spam serão rejeitados;
* Obrigado por sua visita no Manaus em Notícia e volte sempre!