Olá,  seja bem-vindo!  |  Entrar  |  Criar conta  |  Precisa de ajuda?

Cotidiano>> Prefeituras de 19 municípios estão em situação de emergência devido à enchente

Publicado para Jerry Araújo em terça-feira, 14 de abril de 2009 | 14.4.09

Fotos em PB: Arquivo do IBGE
Fonte: Portal Amazônia
O governo do Amazonas já decretou situação de emergência em 19 municípios do Estado, por conta da rápida elevação do nível dos rios na região. Outros dois municípios não identificados pela Secretaria de Defesa Civil do Estado (Sedec) também enviaram alerta de situação de emergência, mas ainda não tiveram o decreto homologado.

De acordo com o secretário de Estado de Governo, José Melo, quatro equipes de técnicos da Defesa Civil visitaram 16 municípios que tiveram situação de emergência decretada, durante toda a semana da Páscoa. Segundo ele, os últimos decretos foram publicados no dia 8, e no dia seguinte, as equipes partiram em direção ao interior do Estado.

O município de Benjamin Constant (a 1.121 quilômetros a oeste de Manaus), um dos primeiros a informar a situação de emergência, já contabiliza mais de 14 mil pessoas diretamente afetadas pela cheia, de acordo com a coordenadora de Defesa Civil municipal, Gleicimar Castelo Branco.

"O rio continua enchendo e as demandas surgem diariamente. Especialmente nesse momento de crise que os municípios atravessam, precisamos de toda ajuda possível para ajudar as famílias atingidas pela cheia", advertiu a coordenadora.

>>Produção agrícola

Em 1953, vários matadouros tiveram suas áreas submersas, onde milhares de kgs de carnes form estragados.
Segundo ela, até ontem (13), foram cadastradas 9.959 pessoas que tiveram prejuízos causados pela cheia dos rios Javari e Solimões, que banham o município. Em 17 comunidades, foram cadastradas 61 pessoas tinham produção agrícola financiada por meio do Instituto de Desenvolvimento Econômico do Amazonas (Idam) perderam tudo. “Eles estão desesperados porque não sabem como vão pagar o financiamento”, disse Gleicimar.

Outras 53 famílias do município perderam toda a produção agrícola do ano, já que a enchente chegou antes da previsão de colheita e pegou a todos de surpresa. "Sem a plantação, essas famílias não têm como ganhar dinheiro e comprar remédios e comida, especialmente nos casos em que as casas estão isoladas pela água", disse.

>>Desabrigados

Em Barreirinha, a enchente chegou em toda cidade. Ajuda deve chegar imediatamente.
Foto: Barreirinha.Net
Uma família com 18 pessoas que teve a casa completamente alagada em Benjamin Constant foi alojada temporariamente em uma antiga escola da Igreja Batista. Outras três famílias que moravam em locais com risco de desabamento, de acordo com a coordenadora, também foram removidas e ganharam terrenos em locais seguros para construir novas casas.

Na zona urbana, 867 famílias já foram cadastradas para receber auxílio de alimentação e medicamentos do Estado. Segundo Gleicimar, as 1.730 cestas de alimentos anunciadas pela Defesa Civil nacional para o município não tinham chegado até ontem (13).

>>Barreira ameaçada

Na 'Grande Enchente', várias casas da área central de Manaus tiveram muitos estragos.
A enchente do Rio Amazonas também já afeta mais de 2 mil famílias no município de Barreirinha (a 328 quilômetros de Manaus). Grande parte dos bairros da cidade está completamente alagada, e a água já ameaça ultrapassar o muro de contenção da cidade.

Permitida reprodução deste citada a fonte.

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

?Leia abaixo antes de comentar

* Todos os comentários são moderados;
* Comentários em 'anônimo' serão rejeitados;
* Comente somente o que for referente ao tema publicado;
* Ofensas pessoais ou spam serão rejeitados;
* Obrigado por sua visita no Manaus em Notícia e volte sempre!