Olá,  seja bem-vindo!  |  Entrar  |  Criar conta  |  Precisa de ajuda?

Cotidiano>> 'Grande Enchente' faz começar o resgate aos desabrigados

Publicado para Jerry Araújo em terça-feira, 5 de maio de 2009 | 5.5.09

Em Coari, a 365 Km de Manaus, está sofrendo com a constante subida do rio Solimões.
Foto: Coari Por Coari
Fonte: Agência EM TEMPO
Quarenta e um municípios do Amazonas enfrentam situação crítica por conta das cheias dos rios e da continuidade das chuvas. No município de Barreirinha, a 372 quilômetros de Manaus, o prefeito Mecias Cursino já iniciou a retirada de famílias das áreas de risco para outras áreas menos atingidas e estuda a transferência deles para outros municípios próximos, como Parintins e Boa Vista do Ramos, porque não há mais espaços públicos disponíveis para alojar os desabrigados. Ontem, o prefeito de Maués, Miguel Paiva Belexo, anunciou que mais de 800 famílias ribeirinhas enfrentam situações alarmantes.

Pelos cálculos da Defesa Civil do município 2,5 mil famílias estão sendo castigadas pela elevação do rio Maués-Açu e a área mais atingida compreende as regiões do Curuçá, Lago Grande e Paraná do Baixo, onde existem ao menos 33 escolas e, por isso, aproximadamente 2 mil crianças têm dificuldades em frequentar as aulas.

Em Barreirinha, 95% do município já está submerso, segundo informações oficiais. Hoje, o governador Eduardo Braga vai ao município para nova distribuição de cartões SOS Enchente, que dão direito à ajuda de R$ 300 às famílias cadastradas. Segundo a Secretaria de Governo, 1.421 serão entregues pelo governo.

De acordo com o secretário José Melo, o governador Eduardo Braga vai verificar hoje in loco, a situação dos moradores de Barreirinha. “A Defesa Civil do Estado junto com a Defesa Civil do município está trabalhando em cima da retirada das famílias atingidas para algumas áreas não atingidas, mas isso ainda está em estudo e amanhã (hoje), o governador Eduardo Braga deve decidir o que será feito”, declarou.

Melo disse que as famílias devem ser removidas para as comunidades próximas a Barreirinha, onde existem energia elétrica e água encanada. Mas disse ser remotas as possibilidades de transferência para Parintins, uma vez que esse município também enfrenta graves problemas com as cheias.

Há aproximadamente 45 dias o governo do Estado decretou situação de emergência em todos os 62 municípios do Estado e vem atendendo os municípios com o cartão SOS Enchente.
No município de Maués, a prefeitura está distribuindo mantimentos e madeira para obras emergenciais onde necessário. Desde domingo, o prefeito está visitando as comunidades mais atingidas, acompanhado dos secretários de Governo, Ação Social, Meio Ambiente e Saúde. A comitiva do prefeito viaja no Barco da Saúde, com médicos e enfermeiros para prestar ajuda à população.

Em todo o interior, mais de 50% da produção agrícola já foi para o fundo (ver matéria na página B1, Economia).

Entre os municípios mais atingidos estão Manaquiri, Atalaia do Norte, Itamarati, Tabatinga, Pauini, Canutama, Guajará, Presidente Figueiredo (parte do lago de Balbina no rio Uatumã),Tonantins, Borba, Jutaí, Benjamin Constant, Itacoatiara, Barreirinha, Nova Olinda do Norte, Santo Antônio do Içá, Autazes, Anamã, Tapauá, Maués, Nhamundá, Eirunepé, Ipixuna, Manaus, Coari, Iranduba, Boa Vista do Ramos, Boca do Acre, Carauari, Parintins, Fonte Boa, Amaturá, Careiro Castanho, Careiro da Várzea, Juruá, Lábrea, Urucurituba, Manacapuru, Beruri, Novo Aripuanã e Codajás.

Permitida reprodução deste citada a fonte.

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

?Leia abaixo antes de comentar

* Todos os comentários são moderados;
* Comentários em 'anônimo' serão rejeitados;
* Comente somente o que for referente ao tema publicado;
* Ofensas pessoais ou spam serão rejeitados;
* Obrigado por sua visita no Manaus em Notícia e volte sempre!