Olá,  seja bem-vindo!  |  Entrar  |  Criar conta  |  Precisa de ajuda?

CheckUP | Amazonas alcança 96% de cobertura vacinal para hepatite B

Publicado para Redação em quinta-feira, 20 de maio de 2010 | 20.5.10

No Dia Mundial das Hepatites, celebrado na quarta-feira, 19 de maio, o Amazonas comemora a marca de 70.978 crianças com até um ano de idade vacinadas contra o vírus da hepatite B. O número representa 96,5% do total de crianças nesta faixa etária e esta é a primeira vez que o Amazonas ultrapassa a meta mínima estabelecida pelo Ministério da Saúde, que é de vacinar 95% das crianças menores de um ano nos estados.

+Siga a gente no Twitter!

Segundo o diretor presidente da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), Bernardino Albuquerque a marca deve ser comemorada. “O indivíduo vacinado está protegido contra a doença por toda a vida e essas crianças, quando adultas, não correrão o risco de contrair a doença e nem de desenvolver as complicações advindas dela. Assim não teremos mais mortes por cirrose hepática decorrentes da hepatite B. Isso será um grande ganho para a saúde pública”, afirmou.

O diretor disse ainda que a coordenação estadual do Programa Nacional de Imunização (PNI) está trabalhando para manter a meta alcançada. “Nós estamos capacitando os agentes de saúde e a orientação é para que se empenhem para vacinar todas as crianças tanto com a vacina que protege contra a hepatite B, quanto com todas as vacinas disponíveis pelo Sistema Único de Saúde”, disse.

Vacina gratuita

Segundo a coordenadora estadual do Programa Nacional de Imunização, Izabel Nascimento a vacina é a forma mais segura de prevenção da doença e o estado oferece gratuitamente essa vacina para toda a população. Ela explica que a vacina é ministrada em três doses e que a primeira deve ser aplicada no primeiro mês de vida da criança, a segunda após 30 dias e a última, cinco meses após a primeira. “Por esse calendário, aos seis meses a criança já deve ter tomado as três doses e estará completamente protegida contra a doença para o resto da vida”, afirma Izabel.

Ela explica ainda que uma das estratégias adotadas pela coordenação estadual é oferecer a primeira dose nas maternidades e unidades de saúde onde são realizados partos. “Hoje as crianças já recebem alta da maternidade com a primeira dose e com a data da segunda marcada no cartão de vacina. A mãe é orientada a procurar a unidade básica de saúde mais próxima de sua residência para que a criança tome as outras duas doses”, disse Izabel.

A coordenadora explica que no estado do Amazonas, assim como em toda a Amazônia Legal, a vacina também é disponibilizada para a faixa etária de 0 a 19 anos, “quem está dentro desta faixa etária e ainda não foi vacinado pode procurar uma unidade de saúde e tomar a vacina”, completa.

Dados da coordenação estadual do PNI mostram que em 2009 foram vacinadas 1.275.331 pessoas, com idade entre 0 e 19 contra a hepatite B em todo o estado. No mesmo ano foram notificados em todo o estado 340 casos de hepatite B.

Doença

A hepatite B é uma inflamação do fígado causada pelo vírus da hepatite B. A doença é contagiosa e pode se manifestar de forma leve ou aguda, que pode se transformar em crônica, com a permanência do vírus no organismo. A forma crônica da doença pode evoluir para um quadro de cirrose hepática e em alguns casos os pacientes evoluem para óbito.

Dados da Organização Mundial da Saúde mostram que mais de 50% da população mundial já foi contaminada pelo vírus da hepatite B. Cerca de 2 bilhões de pessoas já entraram em contato com o vírus. Há cerca de 350 milhões de portadores crônicos e 50 milhões de novos casos da doença a cada ano. No Brasil, 15% da população já foi contaminada e 1% é portadora crônica.

Fonte e foto: AGECOM


Permitida reprodução deste citada a fonte.

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

?Leia abaixo antes de comentar

* Todos os comentários são moderados;
* Comentários em 'anônimo' serão rejeitados;
* Comente somente o que for referente ao tema publicado;
* Ofensas pessoais ou spam serão rejeitados;
* Obrigado por sua visita no Manaus em Notícia e volte sempre!