Olá,  seja bem-vindo!  |  Entrar  |  Criar conta  |  Precisa de ajuda?

Fora de Manaus: Veja trechos do novo depoimento de Nayara à polícia

Publicado para Jerry Araújo em quinta-feira, 23 de outubro de 2008 | 23.10.08

Fonte: G1, com informações do Jornal Nacional

O Jornal Nacional mostrou, nesta quinta-feira (23), trechos do depoimento à polícia de Nayara da Silva, a jovem que era refém, foi libertada e voltou para o cativeiro em Santo André, no ABC. O seqüestrador era o namorado de Eloá Cristina Pimentel, a amiga dela, que foi morta. Nayara ficou ferida.

Veja o site do Jornal Nacional

A jovem prestou depoimento na quarta-feira (22), no hospital onde foi atendida. Ela contou que o celular que ela usou para conversar com Lindemberg no dia do retorno ao cativeiro foi entregue por um policial militar. Ela acreditava que estava sendo observada pelo seqüestrador através do olho mágico da porta.

Nayara afirma que, pelo celular, Lindemberg pediu para ela se aproximar e esticar o braço. Após isso, Eloá daria as mãos para ela. O seqüestrador determinou que Nayara segurasse a mão da amiga e entrasse, prometendo que deixaria a arma no quarto e todos sairiam juntos. Nayara afirma que, assim que entrou, a porta foi trancada.

Após a entrada da adolescente, o seqüestrador passou a questionar o fato dela ter prestado depoimento à polícia quando foi libertada. Ainda na quinta-feira, segundo Nayara, Eloá entrou em surto e gritava: "não aguento mais, me mate, me mate". Nesse momento, Lindemberg agarrou o pescoço de Nayara e apontou a arma para a cabeça dela, como forma de pressionar Eloá a parar de gritar.

Na sexta-feira (17), o seqüestrador passou a acusar a refém de ser a conselheira sentimental de Eloá e a responsável pela separação do casal. Lindemberg disse, então, que iria matar Nayara. Por fim, no depoimento, ela descreve os últimos momentos do seqüestro. Ela diz que Lindemberg não havia efetuado qualquer disparo com armas de fogo em seu poder e a porta começou a ser arrombada.

Ela termina dizendo que a última lembrança que guarda do apartamento é a imagem de Eloá deitada e imóvel, como se tivesse perdido os sentidos.

Lindemberg ficou chocado com a morte de Eloá

Fonte: G1, em São Paulo, com informações TV Vanguarda

Os advogados de Lindemberg Alves, de 22 anos, afirmaram que o jovem está sereno e permanece em uma cela isolada na Penitenciária II de Tremembé, a 147 quilômetros de São Paulo. Durante a visita realizada nesta quinta-feira (23), ele foi informado pela defensora Ana Lúcia Assad sobre a morte da ex-namorada Eloá Pimentel, de 15 anos. A adolescente foi baleada na cabeça pelo rapaz após ter permanecido refém por 100 horas em Santo André, no ABC.

Os defensores afirmaram que o jovem ficou triste e chocado ao saber da morte da adolescente. Os defensores afirmaram ainda que ele pediu para enviar um recado dizendo que ama a mãe e a família. Ainda de acordo com os advogados, ele está se alimentando normalmente.

Tremembé

O jovem está na mesma unidade prisional que está Alexandre Nardoni, acusado de ter assassinado a filha Isabella, de 5 anos, em março deste ano. Os irmãos Daniel e Cristian Cravinhos, condenados pelo assassinato dos pais de Suzane Richthofen, em 2002, também estão no presídio em Tremembé.

A 10 km da unidade, fica a penitenciária feminina - uma das principais do estado. Lá estão Suzane, que cumpre pena de 39 anos, e a madrasta de Isabella Nardoni, Anna Carolina Jatobá, mulher de Alexandre Nardoni.

Permitida reprodução deste citada a fonte.

Publicidade