Olá,  seja bem-vindo!  |  Entrar  |  Criar conta  |  Precisa de ajuda?

Publicado para Jerry Araújo em terça-feira, 2 de junho de 2009 | 2.6.09

Este será o projeto que foi desenvolvido pela companhia alemã Dellote.
Imagem: Divulgação
Fonte: Portal Amazônia
As obras do Centro de Convenções para a Copa de 2014 já começaram, em Manaus, dois dias depois do anúncio que confirmou a capital do Amazonas como uma das subsedes do mundial. Nesta terça-feira, dois tratores trabalhavam no local. O projeto é um dos 26 prometidos para a adequação da infraestrutura da cidade às exigências da FIFA.

+Acesse o site do 'Manaus 2014'

De acordo com o governo do Amazonas, serão gastos R$ 18 milhões de reais apenas no Centro de Convenções, que funcionará como uma recepção vip aos convidados da Federação Internacional de Futebol (FIFA). A obra não está inclusa no projeto do Estádio Vivaldo Lima, cujo custo total será de R$ 600 milhões e receberá o nome de 'Arena da Amazônia'. Somente a reconstrução do estádio custará R$ 500 milhões.

O governador do Estado Eduardo Braga (PMDB) disse ontem que não haverá desapropriação de casas no entorno do Estádio Vivaldo Lima, para a construção do novo Estádio, que vai concentrar os jogos da Copa de 2014, em Manaus.

"É possível que as avenidas Pedro Teixeira e Loris Cordovil sejam duplicadas, mas isso ainda depende de estudos", declarou Braga.

As empresas contratadas para elaboração dos estudos são Delotte, a GMP e a Price Waterhouse Coopers. Todas as construções da Arena serão em área do Estado. Não deve haver desapropriações.

O projeto para a Copa do Mundo em Manaus custará R$ 6 bilhões.

Permitida reprodução deste citada a fonte.

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

?Leia abaixo antes de comentar

* Todos os comentários são moderados;
* Comentários em 'anônimo' serão rejeitados;
* Comente somente o que for referente ao tema publicado;
* Ofensas pessoais ou spam serão rejeitados;
* Obrigado por sua visita no Manaus em Notícia e volte sempre!