Olá,  seja bem-vindo!  |  Entrar  |  Criar conta  |  Precisa de ajuda?

IEL e Sebrae lançam Programa de Desenvolvimento de Fornecedor

Publicado para Redação em quarta-feira, 21 de julho de 2010 | 21.7.10

O mercado competitivo do mundo globalizado exige cada vez mais qualidade nos serviços prestados pela empresas e as relações de negócios entre fornecedores e empresas compradoras, para que tenham resultados positivos, devem passar por um processo de gestão a fim de que todos os envolvidos sejam beneficiados.

+Siga a gente no Twitter!

A avaliação é do consultor de empresas Walter Jackel que, a convite do Instituto Euvaldo Lodi (IEL) e Sebrae, desenvolve o Programa de Desenvolvimento de Fornecedor. No Amazonas, o programa será iniciado em agosto com a participação das grandes empresas, entre as quais a Recofarma, fabricante de concentrado de bebidas, e Costeira de Transportes e Serviços, prestadoras de serviços a várias indústrias do Polo Industrial de Manaus, que funcionarão como âncoras.

O consultor de empresas, Walter Jackel, disse que os fornecedores ganham porque têm a perspectiva de aumentar e estreitar as relações com as empresas compradoras, além de conquistar novos mercados.

Segundo o consultor, empresas que participaram do projeto em outros Estados tiveram aumento médio no volume de negócios de 50%. Para participar do programa, a micro ou pequena empresa devem fazer parte da cadeia de fornecimento para uma das grandes empresas do projeto.

Ele disse também que é necessário que a empresa fornecedora seja indicada também por uma das empresas âncoras do projeto. Para o palestrante, o grande alcance do programa é a visibilidade alcançada e a possibilidade real de negócios com novos mercados.

Walter ressaltou ainda que a tendência, no médio prazo, é as empresas passem a ter vários fornecedores e que micros e pequenas empresas possam entregar seus produtos para um número maior de grandes empresas.

De acordo com o especialista, quando a pequena empresa fornece seus produtos para apenas uma grande empresa corre o risco de quebrar, no caso de uma suspensão de contrato e nas grandes crises. E, por outro lado, a grande empresa fica refém de apenas um fornecedor.

O programa de Desenvolvimento de Fornecedores será realizado em 16 meses com carga horária de 170 horas, abordando cinco áreas: Gestão da Qualidade, Gestão Ambiental, Saúde e Segurança no Trabalho, Gestão Empresarial e Responsabilidade Social e Empresarial.

Fonte e foto : Ass. de Comunicação Sistema FIEAM

Permitida reprodução deste citada a fonte.

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

?Leia abaixo antes de comentar

* Todos os comentários são moderados;
* Comentários em 'anônimo' serão rejeitados;
* Comente somente o que for referente ao tema publicado;
* Ofensas pessoais ou spam serão rejeitados;
* Obrigado por sua visita no Manaus em Notícia e volte sempre!