Olá,  seja bem-vindo!  |  Entrar  |  Criar conta  |  Precisa de ajuda?

Semed, Fespm e Semulsp se unem para alfabetizar garis que trabalham em Manaus

Publicado para Redação em segunda-feira, 19 de julho de 2010 | 19.7.10

Uma ação integrada entre três órgãos da Prefeitura de Manaus – Fundação Escola de Serviço Público Municipal (Fespm), Secretaria Municipal de Educação (Semed) e Secretaria Municipal de Limpeza Pública (Semulsp) – vai alfabetizar 23 servidores da limpeza pública, dentro do Programa Municipal de Escolarização do Adulto e da Pessoa Idosa (Promeapi).

+Siga a gente no Twitter!

O curso terá três anos de duração e será aplicado dentro da própria Semulsp que preparou uma sala de aula em suas instalações para facilitar o acesso dos funcionários inscritos. No horário das aulas, os servidores são liberados do trabalho. As aulas serão ministradas por uma professora da rede municipal, de segunda a sexta-feira, das 7h às 10h, na sede da Semulsp, que está situada à Avenida Brasil nº 1335, bairro Compensa (Zona Oeste). A duração do programa é de três anos, com uso de metodologia adequada ao público: adultos a partir de 35 anos e idosos.

A diretora de capacitação da Fespm, Jeânia Bezerra, revela que, por trabalhar com a formação continuada do servidor municipal, a fundação identificou a necessidade dessa turma de alfabetização, por meio dos dados do censo administrativo completado este ano. “Nós vimos a necessidade dessa parceria com a Semed ao percebemos que, dentro da Prefeitura, ainda temos servidores não alfabetizados”, explicou Jeânia. A estimativa da Fespm é de que prefeitura tenha ainda um universo de dois mil servidores não-alfabetizados, distribuídos pelas diversas secretarias.

Da Semed, o gerente de Educação de Jovens e Adultos, Mauro Brito, aponta que esta ação é mais um ponto positivo no desenvolvimento do Promeapi, o que significa avanço no combate aos baixos índices de escolarização de adultos e idosos. “O público ao qual o Promeapi se destina, geralmente, alega o cansaço físico para justificar a evasão escolar. Com essa iniciativa, estamos levando a escolarização até as pessoas que dela necessitam”, afirmou Brito.

O subsecretário da Semulsp, Túlio Kniphoff, representou o titular José Aparecido dos Santos na aula inaugural e destacou que essa iniciativa também vai facilitar a profissionalização dos servidores da secretaria. “Incentivamos que todos estudem e alcancem graus superiores na educação formal, para melhorar também sua qualidade de vida”, apontou Kniphoff, lembrando que a alfabetização vai permitir tanto a inclusão social quanto a inclusão digital dos novos alunos. “Hoje, ninguém pode prescindir desse conhecimento. As informações estão on-line e a secretaria está disposta a ajudar nessa parte”, completou Kniphoff.

O servidor Antônio Reis, 51 anos, que trabalha no viveiro de mudas da Semulsp, disse que nunca teve a oportunidade de estudar, porque morava no interior. “Sempre tive muita vontade e agora finalmente vou poder estudar”, comemorou Antônio. Todos os servidores inscritos trabalham na sede da secretaria em funções como serviços gerais, reciclagem e viveiro de mudas.

Além da Semulsp, outras secretarias devem entrar na parceira com a Fespm e a Semed para alfabetizar seus servidores.
+Informações sobre os cursos da Fespm podem ser obtidas pelo telefone (0**92) 32154665

Fonte: Aroldo Santos/Semcom
Foto: Altemar Alcântara/Semcom


Permitida reprodução deste citada a fonte.

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

?Leia abaixo antes de comentar

* Todos os comentários são moderados;
* Comentários em 'anônimo' serão rejeitados;
* Comente somente o que for referente ao tema publicado;
* Ofensas pessoais ou spam serão rejeitados;
* Obrigado por sua visita no Manaus em Notícia e volte sempre!